domingo, 3 de outubro de 2010

Primeiro você cria ladrões, e depois os pune.

Danielle de Barbarac: Eu desejo advogar em favor deste cavalheiro. Ele é meu serviçal e venho pagar a dívida referente à ele.
Capacho: Você chegou tarde, já pagaram por ele.
(...)
Danielle de Barbarac: Eu ordeno que o liberte imediatamente ou levarei este caso ao Rei.
Capacho: Mas foi o Rei que o vendeu. Ele é agora propriedade do Cartier.
Danielle de Barbarac: Ele não é uma propriedade, seu "saco de lixo" mal criado. Você acha correto amarrar pessoas como se fossem carga? Eu ordeno que o liberte imediatamente!
Capacho: Fora do meu caminho!
Príncipe Henry: Como ousa levantar a voz à uma dama?
Capacho: Vossa Alteza... M-me perdoe, senhor. Eu não quiz ser desrespeitoso. É que... eu sigo ordens. É o meu trabalho conduzir estes ladrões à costa.
Danielle de Barbarac: Um servo não é um ladrão, Vossa Alteza, e aqueles que o são, não têm como evitar.
Príncipe Henry: É mesmo? Muito bem. Pois não, nos obsequie.
Danielle de Barbarac: "Se submete seu povo à ignorância e corrompe suas maneiras desde a infância, e então os pune pelos crimes à que foram expostos na primeira instância, qual é a conclusão à que devemos chegar, senhor, a não ser a de que, primeiro você cria ladrões, e depois os pune?"
Príncipe Henry: Bem, aí está. Libertem-no.


(...)
Danielle de Barbarac: Eu lhe agradeço, Vossa Alteza.
Príncipe Henry: (...) Qualquer um que possa citar Thomas More vale o esforço.
Danielle de Barbarac: O Príncipe leu Utopia?
Príncipe Henry: Eu o considero sentimental e tedioso. Devo confessar que os assuntos mundanos me entediam.
Danielle de Barbarac: Eu concluo então, que não se comunica muito com os camponeses.
Príncipe Henry: Claro que não! Naturalmente.
Danielle de Barbarac: Me perdoe, senhor, mas não há nada de natural a respeito. O caráter de uma nação é definido por essa rusticidade, como você diz. Que são as pernas que o locomovem, e merece respeito, e não...
Príncipe Henry: Posso concluir que você me acha arrogante?
Danielle de Barbarac: Bem, você devolveu um homem a sua vida, porém, você prestou alguma atenção aos outros?
(...)

§
Ever After: A Cinderella Story (Para Sempre Cinderela)

3 comentários:

Cintia Barreto disse...

Gostei muito dessa postagem.!
e ainda mais de sua conclusão...com a frase de Danielle:Bem, você devolveu um homem a sua vida, porém, você prestou alguma atenção aos outros?

Sabinne disse...

Perfeito... sem palavras.
c sabe q eu adoro esse filme né?

Lucas Rocha disse...

vc jah postou isso uma vez no seu outro blog.

mas n deixo de gostar. me faz sentir inveja pq n tenho cérebro pra ler os clássicos